# Amazing
Não imagino faixa melhor para abrir o CD! Amazing é uma introdução perfeita para o conceito de Veritas. É um eletro-pop com influências européias da mais alta qualidade. Os gritinhos no refrão “It’s amaaaaaaazING!” dão vontade é de cantar junto! E a letra? É muito bonita “It’s amazing! when dreams come to life, when you’re dancing to life. It’s amazing! when you live from the heart! (It’s amazing) when you touch the skies, spread your wings up, fly. It’s amazing when you reach for the stars!” Dou 10 para essa música, só não digo que é minha favorita, porque empata com mais umas três.

# Walk Out Of Here
Gostosa e calminha… Uma música para ouvir andando de bike na praia, sabe? É um tuntzinho bem light. A parte interessante é que Walk Out Of Here é bem diferente de Amazing. Particularmente gosto muito quando a ordem das músicas é estruturada de modo a não deixar as faixas semelhantes próximas. Enfim, Walk Out Of Here, é ótima para o CD, mas não como single.

# All I Want Is You
Eba! Segundo single do álbum. To mega ansioso por esse clipe e concordo muito com a escolha da faixa. O refrão é viciante, fácil, daqueles que grudam na cabeça (e haja força para tirar!). Já perdi a conta de quantas vezes acordei cantando “all I want is yOuOuOuOu” haha! A mistura de várias batidas, o backing vocal carregado e a voz deliciosa da Agnes são a combinação perfeita nessa faixa!

# One Last Time
One Last Time foi o primeiro single e já teve review aqui no blog. Pra quem ainda não ouviu, eita musiquinha surpreendente! Baladinha eletro-dark-pop, profunda, pesada e mergulhada em sentimentos e sinceridade. Acredito que essa seja a faixa mais conceitual feita pela Agnes. O ápice da música são os gritos de dor com a voz “robotizada”. Perdi a conta de quantas vezes ouvi essa parte, ok? =P

#Loaded
Mas olha, Veritas tem até a Agnes safadinha, coisa que nunca tinha ouvido antes. O refrão é assim: “what is that thing you’re pointing at me, It’s interesting… Is that thing loaded, loaded, loaded”Loadedcomeça com a Agnes mostrando um lado exótico de sua voz incrível (oh mulherzinha que pode fazer de tudo). Começa sexy, calminha, delicada e no refrão BAM! explote. E como explode! É energia boa e safadeza pra tudo que é lado!

#Human Touch
Outra faixa dance muuuuito boa, é crescente (fórmula muito bem aplicada em Veritas, as faixas começam calmas e explodem no refrão). Human Touch é deliciosa, alegre e celebra o amor, Agnes canta sobre como quer sentir o contato humano do amorzinho dela e faz a gente querer sentir também. 😀. Corre na praia ouvindo essa, garanto que vai te dar uma baita energia!

#Watching It Burn
Essa é a segunda baladinha do CD, Watching It Burn engana, começa parecendo melosa e obvia, mas a entrada de uma melodia potente e pesada, combinando piano e bateria, surpreendem no refrão e prende a atenção. Quem gosta de baladas, vai adorar! Não é uma One Last Time, mas vale a pena! A cada segundo que passa a faixa fica mais potente e emocionante.

# Got Me Good
Got Me Good é uma faixa dance-midtempo, acredito que esta seja a mais fraquinha do álbum. Não é ruim, mas definitivamente não se destaca se comparada a grandiosidade de outras.

#Like God
Cheguei onde queria! Caraca, essa música me surpreendeu muito, muito mesmo! No início, Agnes começa utilizando sua voz de uma forma suave, calma e já teria comprado mesmo se fosse inteira assim, mas não… chega o refrão! E nele, meus amigos, ela não só canta, como faz tudo tremer (tem noção do que é ouvir essa música no volume máximo?). A cantoria crescente de “You’re like God, you’re like GOOOOOOD, but don’t you feel alone” é de arrepiar todo o corpo. Quero muito Like God como single. Precisa, porque é épica!

#Into The Sun
Essa, li em muitos lugares, é uma das favoritas. Não me surpreende se for escolhida como terceiro single. E se esse for o caso, ótimo! Into The Sun realmente é um ponto alto de Veritas. É (como a maior parte do cd) dance, pop and happy haha! Também tem umas influências européias muito gostosas!

# Nothing Else Matters
Essa sim é uma balada mais tradicional. O foco é na letra e voz, que tornam a música linda, crua, sincera e frágil. Certamente faria falta, caso não estivesse no CD. Em Nothing Else Matters conseguimos apreciar todo talento vocal da cantora. Cante pro seu amor o refrão “I’ll live for you, I’ll breathe for you, I’ll be for you, and nothing eles matters” porque é uma declaração bonitona! 🙂

#Unforgiven
Veritas é finalizado com essa faixa, também ótima. Não é pra dançar, é pra andar de carro! =P. Ouça ela e preste atenção na letra, nos instrumentais e na dor na voz. O álbum não podia terminar de forma melhor. Unforgiven é dramática,é enérgica e é linda!

Enfim, Veritas é um álbum muito bom e uma evolução notável desde o Dance, Pop, Love (álbum anterior). E vale destacar que Agnes escreveu ou co-escreveu TODAS as faixas, creditos para ela! Admiro muito quem canta ao vivo e escreve as próprias músicas (sempre tem uma sinceridade a mais que conseguimos notar, pois não são as palavras outra pessoa que estão sendo cantadas).
Dou 10 e vou ouvir esse CD no repeat por um bom tempo.