Four Five Seconds é bem diferente

Demorei pra escrever esse post porque queria me acostumar com FourFiveSeconds, queria gostar e dizer que o arrisco e valeu a pena, queria dizer que a voz da Rihanna tá linda e super controlada, mas…. não rolou. :S Gente, juro que tentei! E não me entendam mal, achei super bacana ela ter apostado em um first single TÃO diferente do que ela costuma fazer. Mas esse lado meio acústico, meio cru, e
Continue lendo...

A lindeza que é Heartbeat Song, novo single da Kelly Clarkson

Antes de tudo: o blog não foi abandonado não, viu? Como também sou humano (e um só pra cuidar daqui) passei por um mês beem merecido de férias e agora é hora de voltar com força total. Voltando ao que interessa… nada melhor do que começar o ano com música boa, ainda mais se a artista em questão é a linda, alegre e talentosa Kelly Clarkson! Gente, adoro essa mulher, sou fã desde o Thankful e acompanhei todas
Continue lendo...

Um lindo final para o ARTPOP

Espontaneidade é uma palavra que define a Lady Gaga e sua #artRave, turnê do álbum ARTPOP, que foi encerrada – e disponibilizada para stream – essa semana. O talento de Gaga para ser uma rockstar dentro do universo pop é imenso. Tudo que ela faz parece natural e vem do coração mesmo. Não são performances robóticas e repetitivas, cada uma delas tem sua individualidade, seja na voz, na expressão corporal ou
Continue lendo...

Nick Jonas, tá surpreendendo na nova fase

Nunca me interessei pela carreira do Nick Jonas, nem de seus irmãos. Não conheço quase nada que qualquer um deles lançou. Alias, há algum tempo atrás ouvi o Fastlife do Joe e achei bem fraquinho (pra não dizer pior).  Então nunca pensei que ia dizer isso, mas to gostando do Nick. Jealous tem chamado minha atenção, principalmente após o remix com a Tinashe, que tenho admirado cada vez mais. A sonoridade é
Continue lendo...

Gwen Stefani voltou!

Sempre fui descrente ao retorno da Gwen com a carreira solo, até porque a mesma sempre foi beeeem clara ao dizer que seus dois primeiros álbuns foram uma experiência traumática – por estar acostumada a trabalhar com uma banda – e que não voltaria a lançar álbuns como solista, apenas no No Doubt. Mas vamos falar a verdade, o tão esperado retorno do No Doubt com Push and Shove não
Continue lendo...

Out Of The Woods da Taylor Swift

Taylor Swift sempre fez músicas boas, inegável. Pra mim, o forte dela são as baladas. Sei que sempre virão letras super sinceras e melodias delicadas.  E com Out Of The Woods – do próximo álbum, 1989, que é inteiramente pop – não é diferente. Gente, essa música é bem boa, viu? Da pra dizer que é uma evolução das baladas que ela vinha criando até então, a letra é tem sentido (diferencial
Continue lendo...

Only Human, o melhor da Cheryl

Cheryl lançou uma música incrível! A faixa título de seu novo álbum, Only Human, é pura, linda, sincera e vulnerável. Talvez a melhor balada de sua carreira até então. Fiquei impressionado desde a primeira vez que ouvi. Mas é claro, não venha ouça Only Human pensando em malabarismos vocais, Cheryl não é Jennifer Hudson ou Jessie J. A faixa ganha pela vulnerabilidade, pela letra linda e pela influência – clara – da
Continue lendo...

Cheryl tá de single novo, vem ouvir “I Don’t Care”

Minha relação com as músicas da Cheryl é bem direta, normalmente amo ou odeio. Essa linda vinha numa tradição de lançar um primeiro single incrível e depois escolher as piores músicas do álbum como singles. E o pior disso é que ao longo da carreira ela desperdiçou GRANDES hits – Stand Up, Yeah Yeah e Sexty Den a Mutha tão aí pra provar isso. Eu sei que deveria ter uma opinião
Continue lendo...

Nicole, Nicole…. O que aconteceu?

Nicole, Nicole… Por onde começar? Você é tão talentosa, tem uma voz incrível (até ópera você canta), dança muito, é linda de morrer e… lança uma música dessas? Assim não tem como te defender. Fato 1: sou muito fã, então para dar uma crítica negativa é difícil. Fato 2: On The Rocks não tem potência para ser single nem aqui, nem na China. O Killer Love tem baladas MUITO melhores.
Continue lendo...