#Review: Piece by Piece, o novo álbum da Kelly Clarkson

Um dos álbuns mais aguardados do ao (pelo menos pra mim) é o Piece by Piece da Kelly Clarkson. Já comentei aqui que amo essa cantora, ela tem uma personalidade incrível e seu material sempre surpreende. Com o novo álbum não é diferente, as faixas (além de super ecléticas) são hinos poderosos que a Kelly faz como ninguém. Vamos para uma review faixa a faixa do trabalho:   Heartbeat Song: já falamos sobre essa
Continue lendo...

#Review: em Rebel Heart, da Madonna, as coisas parecem ter mudado um pouco

Madonna não é mais a mesma, e nem precisa ser, de fato ela é a realeza do pop. Graças a sua coragem muitas barreiras foram quebradas na música pop, ela é a precursora do pop atual e sempre será lembrada. Fim, nada mais precisa ser feito. Porque digo isso? Porque não acredito que devemos tratar um novo álbum da Madonna como o de uma novata, pare de procurar por #1
Continue lendo...

A nova fase da Marina and The Diamonds

Vou te dizer, que coisa mais linda que essa Marina ta fazendo, ein? Achava BEM difícil existir algo melhor que a perfeição Electra Heart. Froot – a faixa – não me agradou muito de cara. Também fiquei decepcionado com toda aquela história de deixar a persona de Electra Heart pra traz e focar numa “continuação” mais óbvia do estilo abordado no álbum de estreia (admito que não gosto tanto dele como
Continue lendo...

Only Human da Cheryl é uma mistureba, será que deu certo?

Only Human, que dá o ar da graça nas lojas essa semana, é o quarto álbum de Cheryl (ex Cole). O registro, que já traz os singles Crazy Stupid Love e I Don’t Care, vinha recebendo algumas críticas bem negativas. Então era de se esperar que a expectativa pelo conteúdo do álbum não estava lá muito alta. Bom… Eu gostei, aliás não só gostei como achei o melhor trabalho da
Continue lendo...

Resenha: Taylor Swift e o seu 1989

O primeiro álbum, inteiramente pop, da garota que vende milhões já está entre nós! Então aqui vai uma resenha de cada faixa: Welcome To New York: abre o 1989 quebrando tudo! A inspiração nos anos 80 é clara. A faixa celebra NY de forma divertida, apaixonante e no melhor estilo “curtir a vida”. Prestando atenção na letra “É uma nova trilha sonora, eu poderia dançar ao som desta batida, batida
Continue lendo...

É difícil falar do Big Fat Lie da Nicole Scherzinger

Difícil falar desse álbum, viu? Sou fã da Nicole e vou dizer… tá complicado defender. Não vou fazer uma review faixa a faixa porque tenho certeza que minha opinião soaria repetitiva no decorrer do texto. Então o negócio é focar num apanhado geral mesmo. Desde que Nicole mudou de gravadora e deixou o single Boomerang pra trás, e junto com ele o que seria um álbum bem pop, tinha certeza
Continue lendo...

Sweet Talker traz uma Variedade de Estilos

Quer um álbum super eclético e com músicas para todos os momentos? Então Sweet Talker é a escolha certa. Jessie J definiu muito bem as faixas que compõem o seu terceiro álbum de estúdio e a variedade de estilos, instrumentos e malabarismos vocais são os diferenciais aqui. Muitos dizem que Jessie havia perdido sua essência no Alive, eu discordo. Adoro e prefiro ele ao Who You Are, mesmo. O erro
Continue lendo...

Sabores do Chapter One da Ella Henderson

A Ella Henderson demorou, e muito, para lançar seu debut album. Depois do sucesso obtido no X Factor UK (mesmo sem ganhar) a loirinha atraiu a atenção de muuuita gente com sua voz poderosa e suas apresentações, que eram de arrepiar até os corações mais duros. Afinal, quem não lembra dos covers de Believe e Rule The World. <3 Chapter One, primeiro álbum da Ella, veio do jeitinho que eu
Continue lendo...

Sabores do novo álbum da Pixie Lott

Esse álbum vem sendo um dilema pra mim, algumas partes gostei e outras odiei. Amei o conceito e a sonoridade. Odiei o nome escolhido (raiva eterna de álbuns auto-intitulados, ok?),  a forma como foi tratado e a voz da Pixie em momentos importantes do álbum. Pixie foi super querida por todos no primeiro registro Turn It Up. Depois veio o Young Foolish and Happy, segundo álbum, com certo sucesso no primeiro
Continue lendo...

Álbuns da minha vida: A Public Affair

Começo hoje uma nova seção no blog, a hashtag #albunsdaminhavida. A idéia é dividir com vocês algumas opiniões (e memórias) sobre álbuns que marcaram minha vida em alguns momentos, independente do sucesso comercial ou o que for. Resolvi começar com um álbum bem “inusitado”. O A Public Affair da, quase ex-cantora, Jessica Simpson, foi lançado lá em 2006 e tinha tudo para ser um sucesso. Infelizmente não foi. Lembro-me como
Continue lendo...