É difícil falar do Big Fat Lie da Nicole Scherzinger

Difícil falar desse álbum, viu? Sou fã da Nicole e vou dizer… tá complicado defender.
Não vou fazer uma review faixa a faixa porque tenho certeza que minha opinião soaria repetitiva no decorrer do texto. Então o negócio é focar num apanhado geral mesmo.

Desde que Nicole mudou de gravadora e deixou o single Boomerang pra trás, e junto com ele o que seria um álbum bem pop, tinha certeza que a abordagem para o novo trabalho seria outra, mas até aí tudo bem. Acho ótimo que ela tenha tomado as rédeas da própria carreira pra criar a música que ta dentro dela (oin, que lindo!). O pequeno problema é que não deu, não deu certo. E tenho uma lista de perguntas sem respostas:

1. Como um álbum produzido pelos ótimos The Dream e Tricky Stewart resultou nisso?
2. A gravadora realmente aprovou pensando que “esse álbum tá incrível e vai ser um sucesso”?
3. Killer Love não foi lançado no USA e realmente acham que Big Fat Lie vai alavancar a carreira da Nicole?

A lista não para, são muitas perguntas na cabeça…. E o fato é que ouvir esse novo trabalho me decepcionou um pouco. Nicole tinha tudo para criar o álbum da sua vida, tinha a gravadora, a verba, os produtores e saiu tudo errado.

Ok, pode ser que com o tempo minha opinião seja outra – isso se me forçar a ouvir o cd algumas zilhões de vezes – mas nesse momento quase todas as faixas me parecem tão cruas, tipo b-sides mesmo. Salvo Your Love, Run e talvez a faixa título, Big Fat Lie, tudo ali soa como uma mix-tape. Se Killer Love, com produção impecável nas baladas poderosas e nas uptempos viciantes, não abriu as portas para a Nicole no USA, acho difícil que o Big Fat Lie o faça.

Quando Nicole falou que faria um álbum urban, pensei imediatamente na faixa Right There, do Killer Love, que além de ótima foi um sucesso moderado no USA. Mas ela apostou mesmo num urban super conceitual e com pouco apelo comercial.

Só consigo pensar em como seria o álbum descartado, que teve Boomerang como first single? Parecia ser um pop delicioso….

Vamos falar a verdade, Big Fat Lie o álbum que Nicole queria fazer lá no inicio da carreira solo, aquilo que não conseguiu fazer com o cancelamento do Her Name Is Nicole, afinal aqui tem muita influência das músicas que ela criou naquela época. Mas Nicole, se naquela época não rolou, porque daria certo em 2014?

Talento e beleza tem de sobra nesse corpo. Agora as músicas…. Mas chega de papo, aqui vai a preview de todas as faixas do álbum:


Uptade:
tenho que admitir, anteriormente odiei tanto On The Rocks, que passei a gostar. Ainda não acho que tem potencial pra single, mas ok, até que é boa.

1 comentário

  1. Tácio Fernandes   •  

    Kkkk adorei exatamente isso. Acho que a opinião continua a mesma depois de todo esse tempo.fica o desejo Nicole emplaca por favor!

Deixe uma resposta