#JusticeForJanetJackson

Bom gente… obviamente esse não é um blog tradicional com periodicidade de notícias ou críticas e considerações extremamente aprofundadas sobre cada lançamento musical. A intenção, mesmo que as vezes em prazos longos, sempre foi dividir minha opinião para quem interessar.

Preciso ser sincero, vim escrever este post pensando no clipe de IDGAF da maravilhosa Dua Lipa que, diga-se de passagem, venero da mesma forma que a Xtina (se você não sabe, é minha diva absoluta), ou seja: AAAAAAAAAAAAAMOOOO Dua Lipa since the beginning. Só que comecei a pensar… porque falar do clipe de IDGAF? É maravilhoso? ÓBVIO! Só que todo mundo já falou sobre e é tão perfeito que não tem mais o que comentar. É perfeito e ponto.

Bom… ai que nessas minhas piras comecei a viajar e pensar em referências do pop, artistas que admiro e influenciaram absurdamente a nova geração, apesar de atualmente terem pouquíssimo reconhecimento. E sabe qual foi a primeira pessoa que veio em mente? Janet Jackson.

Vamos falar a verdade: Justin Timberlake vai fazer show no Super Bowl este ano e o que todo mundo lembra e tem comentado é sobre a performance cheia de controvérsias que ele vez em 2004 com a Janet, lembra que o seio dela ficou livre pra todo mundo ver? Então, muitos afirmam que esse foi o momento que a carreira dela foi por água abaixo e talvez seja verdade.

A Janet tem um catálogo maravilhoso, seus álbuns influenciaram de forma absurda a nova geração e a maioria do público acaba nem percebendo isso. Michael foi incrível? Sem dúvidas, mas Janet também merece todo respeito. Dá só uma olhadinha nestes vídeos e me diz se são ou não icônicos:

 

E se você não concorda comigo então que tal ver esses artistas que, provavelmente você ama, homenageando a Janet?

 

“Ah, mas as músicas dela são muito antigas e não tem mais relevância” Então ouve essas coisas maravilhosas que ela lançou nos últimos anos:

 

Janet é maravilhosa e nós temos que parar de criticar e sim idolatrar artistas incríveis como ela e a Mariah, por exemplo. É muito feio crucificá-los enquanto estão vivos e admirá-los só depois da morte, como aconteceu com Michael e Whitney em seus últimos anos.

Deixe uma resposta