Opinião | CAMILA by Camila Cabello

A gente nem sabe o motivo, mas Camila Cabello é aquele tipo de artista que a gente ama odiar, né? É como acontece com o Justin Bieber… Mas aí eles lançam álbuns incríveis e nós temos que dar com a língua nos dentes.

Não vou dizer que foi surpresa ter gostado do CAMILA, porque as músicas já lançadas e a forma como a própria Camila vem explorando sua voz haviam me agradado muito. A surpresa foi o álbum ser praticamente o oposto do que eu esperava.

Dando uma paradinha para analisar o sucesso de Havana, a troca de título do projeto (seria chamado de The Hurting. The Healing. The Loving) e a capa super latina vibes, fica evidente que a expectativa era que a tracklist fosse repleta de músicas com elementos latinos e muitas “havana wannabe”, se é que vocês me entendem. Mas é o contrário, a sonoridade é pop/dance e até um pouquinho dark. Pessoalmente acho que o título inicial do álbum (The Hurting. The Healing. The Loving) continua super combinando com o resultado final e senti muita falta de I Have Questions e OMG na tracklist (que é muuuito curta).

Resumindo: adorei que a Camila não deixou o sucesso de Havana comprometer a sonoridade do projeto e meus destaques são para as faixas: Never Be The Same, All These Years, She Loves Control, Consequences e Into It.

Deixe uma resposta