Sabores de Me. I Am Mariah… The Elusive Chanteause

Que linda surpresa!

Minha intenção não é fazer uma crítica espefífica de cada música, mas sim deixar registrada a minha surpresa e adminiração (enorme) por esse álbum.

Depois dos dois últimos álbuns, E=MC2 e Memoirs Of An Imperfect Angel, eu não tinha a menor esperança em voltar a ouvir algo ao nível de álbuns como Emancipation, Butterfly, Rainbow e etc. Ainda bem, estava errado. Finalmente a Mariah colocou na própria cabecinha que já era hora de largar o pop chiclete (que, na minha humilde opinião, nunca lhe caiu bem) e voltar as origens.

Me. Iam Mariah… The Elusive Chanteause é lindo e surpreendente, adulto e profundo. Destaco faixas como Cry. que já abre o álbum matando qualquer pré-conceito. A melodia e letra são incrívelmente lindas e puras.
Thirsty é uma ótima escolha para single, viciante, grudenta (mas adulta, não ao estilo Touch My Body – ponto pra Mariah outra vez!)

Pensando bem é impossível destacar algumas faixas, então vou parar de sofrer. Destaco é o álbum todo! Parabéns Mariah, você conseguiu, novamente, nos surpreender e criar mais um clássico para sua carreira.

Nota: 10!