Porquê você deveria prestar muita atenção na Nicole Scherzinger

Nicole é mais conhecida como a vocalista das Pussycat Dolls e, desde que o grupo acabou, ela já lançou dois álbuns em mercado eroupeu (Killer Love em 2011 e Big Fat Lie em 2014). Apesar de ter conquistado um sucesso moderado com o primeiro, a carreira solo de Nicole nunca deslanchou como deveria. Atualmente ela faz mais sucesso como personalidade de TV (X-factor, I Can Do That, Dancing With The
Continue lendo...

Uma pequena reflexão sobre o GLORY da Britney Spears

GLORY tá ai a algumas semaninhas e não é novidade para ninguém, mas como andei um pouco (muito afastado) não poderia deixar de dar algumas de minhas impressões sobre o novo álbum da Brits. Então sem blá blá blá e mais delongas, vamos lá: Não da pra começar a falar do GLORY sem antes mencionar as baixas expectativas que eu tinha em relação a esse projeto. Afinal depois do Britney Jean e
Continue lendo...

Tem uma Britney sexy, sensual, ousada e nada melosa esperando por você em Make Me

Finalmente temos o primeiro single do sucessor do Femme Fatale (Britney Jean, quem é você)? A princesa do popney resolveu ousar mesmo e, pela primeira em toda carreira, lança um first single que não é uma farofa uptempo super comercial. Make Me é o oposto: uma midtempo sensual que, resumindo, é música para fazer babys. Já rolava uma certa idéia da direção para o novo álbum, tudo começou com Britney revisitando algumas das
Continue lendo...

Britney está bem feliz no clipe de Pretty Girls

Admita! O mundo pop está em transe com o lançamento do clipe de Pretty Girls, onde Brits e Iggy juntaram forças para essa música viciante que promete ser o hino de 2015. Agora, será que o clipe faz jus a essa delícia? Sim ou com certeza? Vai… não preciso nem dizer né, já tinha perdido a esperança de ver Britney tão animada em um projeto relacionado a música novamente, mas a dedicação e
Continue lendo...

Britney Spears e Iggy Azalea nos deixaram viciados em Pretty Girls

Britney sempre teve sua fórmula de sucesso, infelizmente seus últimos álbuns foram focados num pop com influências eletrônicas que – salvo algumas exceções – não deram muito certo. Ok, não devemos culpa-lá, afinal era a tendência do mercado, mas sabemos que Britney faz seu melhor quando mistura seu pop com o estilo urban (I’m Slave 4 U e todo o Blackout?), graças a Iggy Azalea essa tendência voltou a fazer sucesso
Continue lendo...