Tem uma Britney sexy, sensual, ousada e nada melosa esperando por você em Make Me

Finalmente temos o primeiro single do sucessor do Femme Fatale (Britney Jean, quem é você)? A princesa do popney resolveu ousar mesmo e, pela primeira em toda carreira, lança um first single que não é uma farofa uptempo super comercial. Make Me é o oposto: uma midtempo sensual que, resumindo, é música para fazer babys.

Já rolava uma certa idéia da direção para o novo álbum, tudo começou com Britney revisitando algumas das faixas mais interessantes do seu catálogo, como Breathe On Me e Touch Of My Hand, da bíblia In The Zone. Claramente as faixas citadas influenciaram a nova proposta. E isso não é algo negativo, muito pelo contrário, é maravilhoso vê-la explorar uma sonoridade mais adulta e refinada. Make Me é tudo que queríamos de evolução no estilo musical da Britney e mais. Até a voz está diferente, na faixa ela brinca com seu timbre e consegue nos surpreender, sendo sensual sem soar melosa.

Breathe On Me sempre foi minha música preferida da Britney eeeeever. Então ver que ela finalmente resolveu explorar a sensualidade de uma forma mais classuda em seu novo projeto é muito, mas muito animador!

 

 

 

Deixe uma resposta